> Dicas  > Possibilidades de se reinventar a leitura e a escrita na escola

Possibilidades de se reinventar a leitura e a escrita na escola

Os professores, precisam criar ideias mirabolantes para chamar a atenção do aluno. Como competir com tablets, notebooks, celulares de última geração que muitas vezes melhores são que os dos professores. Tudo está acontecendo com muita rapidez e interatividade. A escola precisa se reinventar,  criar estratégias para incentivar a leitura e, chamar a atenção do alunado. A prática de  aulas diferenciadas e intervenções são exemplos de estratégias de incentivo a leitura.  Vejamos alguns exemplos que já coloquei em prática como Coordenadora Pedagógica e outros que presenciei nesses meus 18 anos de magistério.

Intervenções no pátio

Imagine-se como aluno. Agora, volte ao tempo e lembre-se horário no pátio. Nesse instante você chega ao pátio e se depara com vários gibis pendurados, na altura que qualquer criança consiga pegar e ler. Os gibis são de leitura fácil, curta e dinâmica. O aluno consegue ler várias historinhas nos intervalos de recreio, entrada e saída. Reserve um local para a leitura com bancos, almofadas, sofás, puffs, tudo isso é muito aconchegante.

Mural interativo.

Fácil de preparar e pronto para usar. Prepare um mural todo em branco, uma margem de jornal ou revistas, com espaços para a liberdade da escrita. A sugestão é que se inicie com uma frase ou pensamento, algo para se fazer refletir, do tipo: Quais seus desejos para 2017? Que lugar gostaria de passear ou visitar nas férias? Vou mudar de cidade, desejo aos meus amigos… ou simplesmente escreva, mural de poesia, versos e frases. O sucesso é garantido.

Biblioteca acessível.

O que adianta ter uma biblioteca em uma escola se ela não é utilizada. Organize horários  facilitando o acesso e escolha do aluno para o aluno ler e levar para casa o livro de sua escolha. É fundamental para uma biblioteca viva!

Exposição da Semana (Biblioteca)

Exponha os livros mais lidos em uma mesa e sempre que possível atualize com novos exemplares. Os alunos podem escolher e ficarem atentos às novidades da biblioteca. Incentivo é sempre bom e o visual chama a atenção.

Mural com resenhas.

Imagine que legal, um mural com resenhas de livros, escrito pelos próprios alunos leitores. Essa é uma forma de estímulo à leitura e  escrita, além da valorização dos alunos. Esse mural pode ficar no pátio ou dentro da biblioteca.

Clube do Livro

Toda escola tem um grupo de alunos leitores. Que tal reuni-los em um grupo com carteirinha, e esses atuarem como multiplicadores, e agindo na captação de novos alunos leitores. O responsável pela biblioteca pode confeccionar uma carteirinha, com foto, número de livros lidos e estilo de leitura preferida. Os membros do clube podem se reunir mensalmente e sugerirem livros para os novos leitores, indo visitar as salas, promoverem debates, resenhas  expostas no mural do pátio ou biblioteca. Isso é de suma importância ao leitor

 

Prêmio aluno  leitor

O responsável da biblioteca anotará, durante o mês, a quantidade de livros que cada aluno leu. No final do mês, semestre ou ano ele pode promover a premiação desses alunos leitores com uma carta de agradecimento, um certificado ou um livro.

Ciranda de Livros:

Uma ideia bem legal é realizar o rodízio de livros entre os alunos. Se uma turma possui 25 alunos, a escola adota 25 livros diferentes, de acordo com a faixa etária da criança  e por turma. Assim, o cardápio de escolha do livro pela capa e sinopse é mais variado. O legal, também, é o professor pedir uma resenha, assim trabalha a escrita e a leitura. A turma pode realizar uma votação do livro que mais gostaram e realizar, ao final do ano, uma peça teatral com o livro eleito.

Feirinha de livros.

Que tal organizar uma feira de livros para doação? Dessa maneira a biblioteca manter-se-a sempre atualizada. Feira troca-troca de livros, também é uma boa sugestão para os amantes de livros que gostam de tê-los sempre em casa.

Aluno como autor do livro

São livros que já vêm todo ilustrados para e o aluno criar o texto,  com título e uma sequência de proposta com ilustrações, para o aluno imaginar os diálogos dos personagens e a descrição de cenas, usando a criatividade e torna-se autor da história. No final, sairá com um livro escrito por ele e, quem sabe, a escola organiza uma tarde de autógrafos.

Sugestões de livros O menino que tinha quase tudo e As aventuras do Capitão Sardinha – do Autor Rogério Borges:  Editora do Brasil.

Livros Paradidáticos.

Na maioria das escolas da rede privada, os alunos devem ler livros escolhidos pelos professores de língua portuguesa, o que pode causar insatisfação. Que tal os próprios alunos escolherem os seus livros. A sugestão é que os professores levem para a turma exemplares de livros ou catálogos e, em conjunto a classe, selecionar o livro do ano seguinte. Dá trabalho? Certamente, mas imagina o prazer de ler um livro escolhido por eles.

Família + escola juntos pela leitura e contação de histórias

Imagine um familiar ser convidado para contar histórias na sala de seu filho, neto, sobrinho ou afilhado. A criança se sente privilegiada, amada e ansiosa por seu familiar contar a história.

Uma escola viva, planta a semente do conhecimento, que deve ser regada com momentos prazerosos de leitura e projetos que incentivem esses futuros leitores.

Espero que tenha gostado das dicas.

Um abraço.

Elis Medeiros.

 

 

Comments:
  • janete
    10 de maio de 2017 at 19:10

    muito bom o seu artigo

    • Elisângela Medeiros
      9 de junho de 2017 at 22:11

      Obrigada Janete. Que bom que gostou. Te convido para o lançamento do meu livro infantil, Quem eu sou? Na Casa de Cultura de Nova Iguaçu. Dia 30.06 das 17:30h às 20:30h. Grande abraço.

  • Walter Almeida
    16 de maio de 2017 at 16:37

    Muito bom o artigo e excelentes ideias, parabéns.

    • Elisângela Medeiros
      9 de junho de 2017 at 22:14

      Obrigada Walter. Comentários como o seu nos motivam a escrever mais e mais. Se morar no Rio, convido vc é sua família para o lançamento do meu livro infantil: Quem eu sou? Dia 30.06 na Casa de cultura de Nova Iguaçu, das 17:30h às 20:30h. Forte abraço.

Leave a reply