> Colunistas  > Beatriz de Castro  > Leitores Beta – O que são? Preciso de um?

Leitores Beta – O que são? Preciso de um?

Navegando por blogs e grupos da internet, já vi diversas discussões sobre os famigerados e um pouco misteriosos leitores beta e percebi que ainda há muita confusão sobre o que eles são e qual é a função deles para o processo de escrita. Em determinado post, cheguei mesmo a ver uma garota que fazia uma divisão e denominava alguns como “revisores beta”, o que, segundo a mesma, seria diferente de leitores beta. Porém, tais nomenclaturas existem? E o que são e em que auxiliam ao escritor iniciante?

Primeira coisa que devemos deixar um pouco mais claro é a questão das nomenclaturas. O leitor beta, oriundo do termo beta reader, seria um segundo leitor (além do próprio escritor, por isso o beta, vindo do alfabeto grego significando dois ou segundo) que avaliaria um pouco da obra escrita através da leitura, trocando ideias com o autor para um melhor aproveitamento da obra, sugerindo através de seu próprio gosto, isso antes mesmo do texto ser publicado, como acontece com betas de programas, jogos etc. Já o leitor crítico, após o texto ser lido pelo beta, daria ideias e planos para um melhor enredo, explicando o que está ou não dando certo na obra. Quanto ao revisor, este pode ser o de ortografia e gramática ou o copidesque, o primeiro atento aos erros da língua e o segundo aos erros de coerência e coesão, auxiliando na construção da obra junto com o autor. Portanto, um “revisor beta” seria incongruente, já que são duas fases completamente afastadas, pois este não está testando coisa alguma.

Esclarecida essa primeira parte, seria interessante discutir se há realmente uma necessidade de um leitor beta, ainda mais para um escritor iniciante. De fato, ter alguém que comente e discuta o seu texto pode trazer muitas coisas positivas, já que poderá auxiliar a quebrar momentos de branco, a não se perder em meio ao texto e a ter um primeiro feedback sobre o que é escrito. Entretanto, o autor não pode se deixar levar unicamente pelas opiniões do beta, já que este trata apenas do julgamento pessoal, permanecendo com suas próprias e projetos.

Ok, mas onde eu consigo um? Pense primeiro se você conhece alguém que goste de ler e seja ao mesmo tempo crítico e positivo, não adianta ser massacrado pelas palavras do outro e desistir de escrever por essa razão. Caso não haja nenhum amigo, familiar ou conhecido que se encaixe nesses quesitos, muitos blogs e grupos possuem leitores que se prontificam a betar obras de modo sério. Veja o trabalho desta pessoa e se o gosto da mesma se encaixa com seu gênero de escrita e seja feliz!

A troca de ideias com o beta pode ser muito produtiva, caso nunca tenha tentado algo do gênero, dê uma chance para isto, talvez seja o que falta para o progresso do seu texto!

Comments:
  • ELIS
    18 de fevereiro de 2017 at 20:51

    Perfeita a explicação, aprendi muito.
    Não conhecia o termo leitor Beta, usava o “amigo leitor crítico” rsrsrs
    Parabéns pela coluna.
    Sucesso!!!

  • Carlos H. F. Gomes
    22 de fevereiro de 2017 at 20:47

    Ótimo incentivo, Beatriz! Acredito que seja essencial termos a opinião de um leitor desse tipo, porque nós, escritores, nem sempre vemos algumas coisinhas que passam ou que achamos que não é legal, mas essa “parceria” acaba tirando vários preconceitos, medos e vícios. Muito obrigado, abriu mais ainda minha mente.

Leave a reply